Grandes escândalos

Fundado em 1834, o Banco Econômico quebrou em 1995, quando sofreu uma intervenção do Banco Central. Desvios, fraudes e atuações de políticos baianos foram descobertos. Com 276 agências e 900 mil clientes, Ângelo Calmon de Sá, o seu dirigente por muitos anos, foi responsabilizado pela destruição do banco. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: