Ângelo Sá pensou só na família

Neste episódio onde o BTG Pactual salvou o Banco Econômico da Bahia, os detalhes da compra e o vultoso volume financeiro chamaram a atenção. Três empresas beneficiadas são da família Calmon de Sá, isto é, do homem que comandava o grupo. Outras famílias de outros acionistas como Alberto Martins Catarino, carinhosamente chamado de Betinho Catarino, de Maurício Abreu, já falecido, que eram fortes acionistas, perderam tudo e aguardam o que Ângelo Sá vai lhes dar. Ontem, a nota publicada neste blog agitou os milhares de acionistas que estão aguardando o posicionamento do Ângelo Sá. Já tem gente pensando em recorrer à justiça. Há quem afirme que o ex-governador Antônio Carlos Magalhães, que era um grande acionista do banco, na crise, foi ressarcido, mas, agora, a verdade vai surgir. Ângelo Calmon de Sá é conhecido pela esperteza e sobretudo pela proteção familiar, dos irmãos e dos filhos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: