Mais uma agressão inominável de um Bolsonaro

Causou revolta, ontem em Brasília, uma afirmação publicada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro contra a jornalista Miriam Leitão das organizações Globo. A profissional foi torturada barbaramente quando estava grávida, colocada num quarto escuro, totalmente nua com uma cobra e o fato revoltante foi destacado durante a redemocratização do país. De maneira vil e covarde, o deputado federal publicou o episódio elogiando a ação dos torturadores inomináveis. Quem tem um filho como este, como o presidente Jair Bolsonaro, não merece mais nada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: