Até Jaques Wagner da Bahia não perdoa Moro

O senador do PT da Bahia, Jaques Wagner, que representou Lula no Brazil Conference no último final de semana, solicitou aos organizadores que não queria cruzar com o juiz Sérgio Moro. Teve segurança especial e não ficou na sala onde os convidados ficam. Wagner, aliás, tem razão, figurou em várias delações da Lava Jato envolvendo Odebrecht, OAS e UTC. Além do mais, também em obras para a Copa do Mundo no Brasil como a construção da Arena Fonte Nova. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: