O “menino” de Ciro Nogueira cobra milhões no CADE

Os empresários do sul do país estão revoltados, já que para aprovar qualquer projeto no Conselho Administrativo de Defesa Econômica, CADE, tem que pagar no mínimo R$3 milhões. O CADE é presidido pelo afilhado de Ciro Nogueira, que numa conversa gravada se refere a ele como “meu menino”. O nome dele é Alexandre Cordeiro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: