Um pai e um filho contra um filho e um irmão

Marcelo agora enfrenta o pai Emílio e o irmão Maurício. Alega extorsão e fraude. O patrimônio pessoal da família é vultoso. Emílio conta com velhos funcionários da Odebrecht que colocaram filhos, filhas, irmãos e demais parentes como acionistas e recebem “débitos” volumosos para quando a partilha dos bens. A Odebrecht mudou de nome, agora é Novonor, mas os métodos fraudulentos são os mesmos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: