OAS briga para não pagar quase R$195 milhões

Está no CARF um recurso da OAS em que a Receita cobra R$194 milhões de impostos, a preços de hoje, não pagos durante a construção da Arena do Grêmio. O curioso é que as empreiteiras baianas OAS e Odebrecht mudaram de nome, mas deixaram um rastro de débitos de bilhões de reais. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: