O xadrez evangélico III 

O governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, um dos mais fiéis aliados de Jair Bolsonaro, também trabalha pelo voto evangélico. As pesquisas mostram que ele, que é católico e cantor gospel, não conseguiu cativar os evangélicos na mesma medida que Bolsonaro. Por isso incentivou o líder do governo na Alerj, Márcio Pacheco (PSC), a trabalhar pela reedição da lei que dá isenção de ICMS sobre contas de igrejas. A isenção foi instituída em 1999, durante o governo Anthony Garotinho, que é evangélico. No entanto, venceu a lei em outubro de 2019.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: