Caminhoneiros rejeitam “auxílio de R$400” que governo prometeu

O vale mensal de R$400 que o ministro da Economia Paulo Guedes quer distribuir para os caminhoneiros foi considerado pela classe como “esmola”. Ontem em Brasília, o governo já queria aumentar para mil reais. A classe resiste. Bolsonaro perdeu um dos seus grupos preferidos. Prometeu e não cumpriu.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: