Minas Gerais é um holofote da sucessão presidencial

Segundo colégio eleitoral do país, Minas Gerais, desde 1945 com Eurico Gaspar Dutra, é o farol mais forte para eleger um presidente da República. Foi assim com Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros, Fernando Collor, Fernando Henrique, Lula e Dilma Rousseff, cada um duas vezes, e elegeu Jair Bolsonaro. As pesquisas mais recentes colocam Lula na liderança para a sucessão presidencial. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: