Perversas II

Os requintes de perversidade não param aí. A promotora foi atrás do feto para fazer um exame e saber como ele foi retirado da menina de 11 anos. Qual razão médica ou jurídica para isso? Nenhuma, exceto perpetuar um sadismo imensurável. Deixem essa criança em paz. Sua infância já foi perdida.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: