Exemplos

Ou não teria sido assédio moral o que sofreu o então secretário municipal de infraestrutura, Paulo Fontana, quando, ainda no primeiro mandato, foi humilhado pelo ex de forma a constranger todos os colegas, presentes dentro de uma van, numa visita a um bairro da cidade? Dizem que o episódio teria afetado a saúde do ex-secretário. Tempo depois, Fontana foi internado com problemas cardíacos. Um outro auxiliar do primeiro escalão, que hoje é deputado federal, quase que precisa de atendimento do Samu numa reunião no Palácio Tomé de Souza. Em momento de fúria, o ex-prefeito, depois de espinafrar o então secretário com diversos impropérios, arremessou em sua direção um pesado cinzeiro. A sorte do alvo foi a péssima pontaria do arremessador. Há também o episódio ocorrido dentro de um avião de carreira, onde o ex-prefeito achincalhou uma ex-noiva, que chorou diante de tanta humilhação assistida por terceiros. Sabe-se lá como o suportam as secretárias, outros ex-secretários e militares ajudantes de ordem, pois a histeria é frequente. Não é à toa que o governador Rui Costa critica sempre os gritos dados pelo ex-prefeito no tratamento a seus subordinados. O que garante a impunidade de ACM Neto por tantas evidências de assédio moral? Novos casos serão revelados por esta coluna.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: