O destino dos irmãos Vieira Lima será decidido na próxima semana

Os ministros Luiz Fachin, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e a ministra Cármen Lúcia julgam na próxima terça os irmãos Vieira Lima. Geddel e Lúcio. Para Geddel foram pedidos 80 anos de cadeia, para Lúcio, mais de 30. 

Advogado é responsabilizado

Nos meios jurídicos de Brasília o advogado dos Vieira Lima, Gamil Föppel, é criticado por não ter logo permitido que eles fizessem delações premiadas. O valor apreendido de R$51 milhões não deixa dúvidas de que os dois irmãos receberam propina da Odebrecht, do doleiro Lúcio Funaro e de políticos do MDB. Absolvição nem pensar, o que eles desejam, se condenados, é cumprir pena na Bahia e não em Brasília.

Justiça quer devolução de milhões

A Lava Jato quer que Geddel e Lúcio devolvam à União quase R$45 milhões e paguem uma multa por danos coletivos de quase R$ 2,7 milhões. Isso não será difícil para a família, já que possuem inúmeras fazendas, milhares de cabeças de gado, além de imóveis restaurantes e outros ativos. 

Justiça feita

O senador Delcídio do Amaral, depois de inocentado pela Justiça de todas as denúncias que contra ele foram feitas, assume hoje a presidente do PTC do Mato Grosso do Sul. Delcídio teve o seu gabinete invadido pela Polícia Federal e também os senadores Aloysio Nunes Ferreira e Ciro Nogueira. O então presidente do Congresso Nacional, o senador Renan Calheiros, nada disse, nem lhe foi perguntado. Agora, quando um dos mais competentes ministros do STF, Luís Barroso, determina que a Polícia Federal colha provas em gabinetes e residências do senador Fernando Bezerra e do seu filho deputado federal Fernando Bezerra, o trapalhão Davi Alcolumbre, presidente do Senado, quer que o fato seja revisto pelo próprio STF. Uma bobagem.

Profissionais da imprensa continuam migrando para site

A Vortex Media, que a imprensa brasileira vai ganhar a partir de oito de outubro, é dirigida pelo jornalista Diego Escosteguy, que já teve oportunidade de comandar publicações como Veja e Época. O fato é que a internet continua apaixonando a todos. A mídia impressa já não encanta.

Record e SBT foram recebidos para jantar no Alvorada

Poucos souberam, mas já está nas redes sociais o jantar que o presidente Bolsonaro e a primeira-dama ofereceram no Palácio da Alvorada para os donos do SBT, Silvio Santos, e senhora e da Record, Edir Macedo, e senhora, além dos filhos e genros. Os dois tiveram um jantar privê e Bolsonaro dá sinais claros de que o Grupo Globo não é bem-vindo.

Rui Costa procura visibilidade nacional

O governador da Bahia, Rui Costa, quase que semanalmente está participando de eventos no sul do país. Ele quer visibilidade nacional, já que tem pretensões políticas na sucessão presidencial. Não aceita a discriminação feita pelo PT do Sul contra o PT do Nordeste. 

Bolsonaro e “A Escolha de Sofia”

A ação da Polícia Federal no gabinete do Senador Fernando Bezerra vai forçar Bolsonaro a decidir que caminho seguir: ou rasga de vez a farda da decência, se alinha sem pudor à banda podre do Congresso e pulveriza a Lava Jato, ou volta a abraçar enfaticamente o combate à corrupção como se comprometeu na campanha presidencial. Um único caminho e não cabe agora omissão, equilibrismo ou jogo duplo, o momento é de decisão. Juntar-se ao lado dos sem decoro na política, OAB e STF é sabidamente um abraço de afogados, por outro lado, defender e avançar com a Lava Jato é o resgate de seus princípios éticos antes alardeados, mas é também dar as costas aos interesses familiares.

Um silêncio comprometedor

As acusações e denúncias nacionais e internacionais feitas pela Justiça e Polícia Federal contra o deputado federal pelo DEM de Brasília, Luís Miranda, são gravíssimas. A Justiça já recolheu seus dois passaportes, enquanto a imprensa denunciou os delitos por ele cometidos no Brasil e nos Estados Unidos. O que chama a atenção é que até agora a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados e o presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, tomaram nenhuma providência. 

Cabe ao presidente Bolsonaro vetar o que o Senado fez, mas a Câmara desfez

Só o presidente da República Jair Bolsonaro poderá vetar os excessos e abusos que a Câmara dos Deputados introduziu na chamada nova lei eleitoral. PCdoB, PT, DEM e PDT foram os maiores defensores da modificações criminosas feitas no projeto. Esses parlamentares já não respeitam nada nem ninguém, muito menos a opinião pública brasileira.

Rodoviária problemática

Este blog antecipou porque a construção da nova estação rodoviária da Bahia iria provocar uma série de ações judiciais pelo seu encaminhamento nebuloso. Agora o Tribunal de Contas do Estado da Bahia quer uma auditoria especial sobre o assunto. Onde tem fumaça tem fogo.

Lava Jato pega pai e filho

Não é segredo para ninguém que as obras de transposição do Rio São Francisco sempre foram foco de corrupção. Nos governos do PT e no de Michel Temer, pelo cargo de ministro da integração nacional passaram nomes envolvidos em corrupção. Geddel Vieira Lima foi um deles e agora os Fernandos, pai e filho. Aí não tem nenhuma novidade. A ação da Lava Jato ontem no gabinete e residência do pai, senador, e filho, deputado federal, foram autorizadas pelo STF. Fernando Bezerra entregou o cargo de líder do governo ao presidente Jair Bolsonaro. O “velho chico” enriqueceu muitos políticos e não resolveu o problema de transposição de água numa área tão importante como essa da Bahia.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: