Liderança de Caiado

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, já é hoje o destaque entre os governadores que foram eleitos. Foi dele a iniciativa de solicitar ao ministro da economia Paulo Guedes ajuda de seis bilhões para cobrir o rombo do seu estado. Com acesso fácil ao presidente Jair Bolsonaro e muito bem preparado intelectualmente, Ronaldo Caiado incentivou a que outros governadores como o de Minas Gerais, o do Rio Grande do Sul, do Mato Grosso e do Pará também recorressem ao Governo Federal.

Governadores do PT do Nordeste são isolados

Os governadores do PT, todos do Nordeste, insistem em não aceitar a eleição do presidente Jair Bolsonaro, com isso não manifestam nenhuma ação de aproximação com o poder central. O que se vê hoje é que entre os estados de maior violência no país a Bahia e o Ceará estão bem destacados. Cearenses e baianos sofrem porque os seus governos insistem em não aceitar o resultado das urnas.

Separação milionária

Uma milionária baiana em processo de separação, por troca de guarda, foi vista em Paris no maior love com um milionário paulista. O amor começou em Miami e o processo que corre em Salvador envolve alguns milhões de reais e dólares porque o casal baiano tem muito lá fora.

Universidades Federais não são mais as mesmas

Dizem que se fizerem uma auditoria em todas as Universidades Federais do país, e acompanharem os trabalhos de reitores, professores e intelectuais, o resultado é um só: A Universidade deixou de desempenhar o seu papel na transformação social, de fórum de discussão, formação, e importante ferramenta para o progresso do país e da humanidade. “Nas reuniões acadêmicas, quando não se discute política partidária, um rótulo de vinho é tema mais importante do que o ensino, a pesquisa e extensão”. Não é por acaso que para a sociedade, a Universidade hoje se resume a formação de alunos, local pra se pegar o diploma, e não ambiente para formação de profissionais de qualidade, cidadãos éticos, preparados para o mercado e cientes do seu papel na sociedade.

Brasília está às moscas

O Congresso Nacional – leia-se Senado e Câmara – só vai encher a partir do dia 28 já que no dia primeiro vão ocorrer as eleições para as duas casas. Deputados e Senadores que foram eleitos estão recebendo sugestões de assessores parlamentares e é com um detalhe: os novos não querem aceitar determinação de cima para baixo. Quanto aos partidos MDB e PP podem ficar de mãos juntas tanto para Senado quanto para Câmara.

Privatização do Planserv

Uma carteira com mais de 400 mil seguidores, este é o quadro do Planserv na Bahia que tem dado dores de cabeça ao governador Rui Costa. Ofertas milionárias estão chegando ao palácio de Ondina para privatizar o plano dos servidores baianos. O governador tem resistido, não se sabe até quando.

Na mosca

Este blog teve oportunidade de antecipar que as primeiras ações econômicas do novo Governo, relativas ao BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, e Banco do Nordeste, seriam para nos primeiros meses mostrar ao povo brasileiro o índice de inadimplência de grandes empresas e empresários abençoados pelos governos anteriores. Esses bancos já iniciaram um levantamento e estão relacionando, cada qual, os cinquenta maiores devedores de cada instituição. Os números até agora são assustadores e a relação de devedores é impressionante. Importantes empresas, grandes grupos ligados a classe política e também grupos de comunicação estão nas relações. É questão de tempo.

Renan ganha os votos do PT

Para chegar a presidência do Senado o senador Renan Calheiros do MDB de Alagoas está ocupando as principais redes sociais do país pedindo a liberdade do ex-presidente Lula. Na Câmara dos deputados o seu amigo, deputado federal Fábio Ramalho do MDB de Minas Gerais, está fechando com o PT. Esta dupla vai dar muito trabalho.

 

Novos esquemas

A nomeação de Rodrigo Dias, ex-presidente da Funasa para a CPTM revela que o PSDB de João Doria também gosta de operar trens. Rodrigo era um dos principais originadores da Phenom Capital, empresa do genro de Wesley Batista, que captou milhões de reais de RPPSs e os gastou em viagens e jatinhos particulares.

 

Lei Rouanet e ONGs sofrem com o pente fino

Quem recebeu dinheiro do Governo Federal e ainda não prestou contas vai ter dor de cabeça e vai ter que devolver com juros e correção monetária. Alguns dirigentes de ONGs já viajaram para o exterior enquanto cantores e cantoras que receberam da lei e prestaram contas de maneira fraudulenta vão pagar caro e vão ter os nomes revelados. Vai ser um horror quando os nomes forem divulgados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: