Na mosca. Este blog antecipou que a taxa de juros ia bater recorde 

Ontem, o Copom aumentou para 7,75% os juros anuais. As reações vão ser observadas hoje porque o Banco Central fez o anúncio depois das 18 horas. Dólar e euro já estavam pipocando. 

Brasília ontem se vestiu de Minas Gerais

A filiação do presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, ao PSD no Memorial JK, ontem em Brasília, foi uma das festas mais extraordinárias que o Distrito Federal assistiu. Brasília sempre se notabilizou pela presença de mineiros e quase todos estavam no memorial. Senadores, deputados federais, deputados estaduais, prefeitos e vereadores de todas as regiões do país. O presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, visivelmente emocionado, era aplaudido a todo instante. Paulo Otávio, casado com a neta de JK, confirmou que vai disputar o Senado pelo PSD. É um empresário de sucesso e que sempre teve votação bastante expressiva na capital do país. O dado curioso é que Rodrigo Pacheco é um típico mineiro, extremamente agradável, fala muito bem e era ovacionado a todo instante. Brasília, ontem pela manhã, virou Minas Gerais, teve até chorinho de Diamantino que veio especialmente a Brasília para a ocasião. À noite, várias recepções em várias mansões, mas à tarde, Rodrigo Pacheco estava firme comandando a sessão do Senado. 

Líderes do governo já vão atirar em Rodrigo

Líderes do governo já estão se movimentando para atacar o presidente do Senado depois que assumiu a candidatura à Presidência da República. Afirmam que o presidente nacional do DEM, ACM Neto, fez um esforço tremendo para sua eleição e agora Rodrigo está no partido de Kassab, enquanto Neto só tem um candidato de projeção nacional para lançar, se conseguir a maioria no novo partido, o União Brasil, o ex-ministro da Saúde, Luiz Mandetta.

Servidor público em extinção na Bahia

Se depender do funcionário público concursado, aposentados, pensionistas e seus familiares, as eleições na Bahia não serão fáceis para o candidato apoiado pelo governador Rui Costa e o PT. Os funcionários concursados denunciam o aparelhamento da máquina através de empresas terceirizadas. Afirmam que desde o governo Jaques Wagner não recebem reposição da inflação, muito menos reajuste salarial. Eles recorrem à justiça, já que a reposição da inflação seria um direito, mas perdem todos os processos, alguns nem chegam a ser analisados, vão direto pra gaveta. Sem concurso público e novas aposentadorias, as vagas são ocupadas por terceirizados de empresas contratadas pelo governo, com seus reajustes garantidos. Em alguns órgãos os funcionários terceirizados já são maioria.

Tensão permanente na Assembleia

Na Assembleia Legislativa da Bahia, a oposição não consegue aprovar nada em benefício dos servidores. Alguns deputados governistas não têm vergonha de admitir que só votam o que o governo quer. Em um passado recente os baianos reclamavam do controle político de ACM, principalmente na Assembleia e no Judiciário, hoje acontece o mesmo, só que o algoz é Rui Costa, um ex-sindicalista de “esquerda”. Dezesseis entidades representativas dos servidores tentam sem sucesso sensibilizar o governador, mas pelo andar da carruagem, não vão conseguir nada.

Caminhoneiros desafiam governo e asseguram que haverá greve no dia 1º de novembro

Irritados com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que antecipou que não haveria greve e foi surpreendido com a primeira no Pará, os caminhoneiros reafirmaram, ontem, que não dialogam mais com ele. Imediatamente, Tarcísio deu declarações à imprensa afirmando que os caminhoneiros não mais teriam o chamado auxílio que o presidente Bolsonaro prometeu. Nesta queda de braço, entre caminhoneiros e o governo, quem vai sofrer é o povo, porque para Tarcísio e para o presidente da República não faltarão gêneros alimentícios, belos vinhos e sobretudo tranquilidade. Até segunda-feira, o coro vai comer. 

Um vencedor de Grammy foi à Bahia procurar novos ritmos

O porto-riquenho Marcos Sanchez, que já venceu um Grammy, foi à Bahia à procura de novos sons e de novas músicas. Ele afirma que a música latina toca no mundo todo e a brasileira, não. 

Num belo espaço em Salvador ele ouviu novos ritmos e ficou impressionado

O Axé não se sustenta mais, já que não encanta a juventude. No Espaço Cultural Colaboraê, onde funciona também um belo restaurante, Cuia Gastronomia, vários novos músicos baianos tocaram num bonito espaço onde figura o ateliê Elano Passos, estúdio de gravação, área de produção cultural e outra de eventos. Durante dois dias, o porto-riquenho ouviu músicos e sons novos que ele levou para o seu país. É desse tipo de impulso que a música baiana precisa reviver, já que o Axé, vale repetir, como disse o jovem, só quem lembra é a velha guarda: “Meu avô e meu pai”. 

O governo nas mãos do Senado

Análise para indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal. Pode ser no final de novembro. Reforma do imposto de renda, alteração nas regras dos cálculos do ICMS nos combustíveis e privatização da Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos. Todas essas matérias estão no Senado para votação.

“Quanto custa chegar ao STF?”

Esta foi a pergunta que o presidente Jair Bolsonaro fez numa gravação para seus seguidores. Vem aí uma nova crise com o Supremo Tribunal Federal. O homem é incorrigível. 

Lula quer a permanência de Rui para garantir vitória do PT na Bahia

O governador Rui Costa não vai deixar o governo da Bahia. A decisão foi tomada pelo ex-presidente Lula que considera fundamental Rui permanecer no cargo a fim de garantir a vitória do senador Jaques Wagner, que quer voltar ao governo do estado. Se a equação de Lula funcionar, Rui pode ter como prêmio um ministério, se o ex-presidente também voltar à Presidência da República. Só falta acertar com o eleitor baiano. 

Caminhoneiros vão entrar em greve no dia 1º e não aceitam Tarcísio de Freitas como intermediário

Os caminhoneiros já decidiram deflagrar greve no dia 1º, segunda-feira, e mandaram avisar ao presidente Bolsonaro que não mais aceitam o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, como intermediário. Afirmam que ele não cumpriu nada que prometeu e a classe só aceita agora uma comissão interministerial sem a presença de Tarcísio. Além do mais, afirmam que ele está procurando desacreditar a classe junto a população brasileira.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: