Lavagem ACTB6 III

O primeiro integrante cujo blog conseguiu levantar os dados é Hamilton Libório Agle. Iniciou sua carreira na Construtora Andrade Gutierrez, chegando a figurar como vice-presidente para a América Latina, dada a sua proximidade e propriedade com empresas off shore, as quais usava, segundo apurações na U. S. Securities and Exchange Commission (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos), para lavagem e caixa 2. Em 2021, assumiu a presidência da Estre Ambiental, empresa de serviço de coleta de lixo, acusada, segundo o Ministério Público no Paraná, de emissão de notas frias em montante acima de 400 milhões de reais. Sua especialidade é recuperação judicial e a maioria das companhias que participou ou participa atualmente, figura nesse estágio empresarial. Um bonito prontuário, ou seria obituário.

Não passarão 

Na tentativa de disfarçar a dor de cotovelo, as hostes bolsonaristas viraram suas metralhadoras para a Carta pela Democracia, ironizando-a nas redes sociais. Com quase um milhão de assinaturas, o manifesto repercutiu nacional e internacionalmente. Foi manchete nos principais jornais do mundo. A solenidade de seu lançamento e toda a movimentação que se seguiu à leitura mereceu quase um Jornal Nacional. O fato do entorno do presidente fazer questão de ir às redes para minimizar o documento e seu alcance, já demonstra que ele bateu no fígado. Embora entre os signatários estejam presidenciáveis, professores, economistas, banqueiros, artistas, escritores, desempregados, empregados, militares, policiais e mais de uma centena de organizações empresariais e centrais sindicais, a horda bolsonarista usou a nominação de sempre para qualificar aqueles que a subscreveram: “coisa de esquerdopatas”, “palhaçada” “hipócritas de esquerda”… evocaram até Maduro, Kim Jong-un, Cuba e Ortega. Só rindo! O PIB nacional estava todo lá, representado pela FIESP e Febraban. O desprezo que eles tentam simular, em verdade, é o receio do que a carta representa para os golpistas: a sociedade brasileira foi taxativa – não tentem. Não passarão.

Seu Deus não é melhor que o meu

Discurso de ódio, preconceito, estupidez, racismo, leviandade, intolerância religiosa são algumas das pesadas críticas que Michelle Bolsonaro recebe de internautas, jornalistas e líderes religiosos pelo post associando Lula a pacto com o demo para voltar à presidência. Para marcar seu posicionamento, como já dito aqui no Blog, Michelle se valeu de vídeo em que o ex-presidente participava de encontro com sacerdotisas de religiões afro-brasileiras da Bahia. O post teve o efeito de uma bomba e aglutinou manifestações contrárias à primeira-dama dos católicos, como o padre Júlio Lancelotti, aos candomblecistas, como Iyalode Ojéwunmi Rosângela D’Yewa, diretora do Afrikerança Matriarcado Ancestral do Brasil. Nas redes sociais, internautas acusaram-na de fazer política com a fé alheia: “hipócrita”.

Seu Deus não é melhor que o meu II

O famoso post da primeira-dama associando Lula e religiões de matriz africana a “principados e potestades das trevas” teve desdobramentos inesperados e insólitos: provocou até choro na deputada Janaína Paschoal, quem diria! Outrora ferrenha defensora de Jair Bolsonaro, em plena tribuna, a parlamentar caiu em prantos e “implorou” para que Michelle “não plante a semente da divisão religiosa” no Brasil. Se a choradeira era fingimento ou emoção de verdade, vai saber, mas é fato que até para bolsonaristas a fala da mulher do presidente foi indigesta. Ao invés de fazer intercessões no Palácio do Planalto, Michelle deveria fazer intercessões na sua mente para, quem sabe, afastar o obscurantismo em que está atolada. Ou seria má-fé mesmo?

Valioso saco preto

Os servidores da prefeitura de Salvador comentam o fuzuê causado pelo sumiço de um valioso saco de lixo no gabinete do mangangão da Sedur. Com conteúdo pecuniário, o pacote, colocado atrás do armário, teria sido confundido com lixo pelo prestador de serviços gerais e tido a sua devida destinação. Mas, quando o mangangão notou a ausência, o bicho pegou. Sem se preocupar com possíveis interpretações negativas, desesperado, ele montou uma força-tarefa para encontrar o saco preto, que acabou sendo recuperado na ruidosa operação, que chamou a atenção de todos. O disse-me-disse é de que algumas dezenas de milhares de reais estavam no saco preto, que, pelo jeito, substituiu como recipiente para esses casos o tradicional envelope pardo. O cofre do mangangão se mostrou muito vulnerável.

Acredite quem quiser, tem general de pijama de Bolsonaro que recebe R$1 milhão por mês

Explodiu como uma bomba em Brasília a matéria da revista Veja online sobre o salário de mais de 3500 militares do governo Bolsonaro. É estarrecedor e inacreditável que um general de pijama ganhe mais de R$1 milhão por mês. O ex-ministro da Defesa, Braga Netto, que hoje é candidato a vice-presidente na chapa de Bolsonaro, ganha mais de R$900 mil por mês. Não é sem razão que em Brasília o que se fala é que Bolsonaro destruiu todo o prestígio que tinham as Forças Armadas, e os escândalos serão temas do horário eleitoral que vem aí.

Crise na CNN provoca demissão

A CNN, apesar da ajuda financeira do governo Federal, está em crise. Demitiu quase toda sua equipe no Rio de Janeiro e, de maneira cansativa, fica com poucas apresentadoras, repetindo matérias constantemente durante sua programação. A verdade é que todas as emissoras que o governo federal vem ajudando com recursos estão com baixíssima audiência, vide exemplo de SBT, Record, Bandeirantes, Jovem Pan e Rede TV. O grupo Globo continua nadando em audiência, prestígio e dinheiro.

Moraes convida para sua posse os ex-presidentes 

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes, convidou Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Michel Temer, este seu padrinho para ele chegar ao STF, e quer ainda chamar Dilma Rousseff e Fernando Henrique para solenidade de sua posse. Vamos aguardar quem vai. Será muito divertido. 

Lavagem ACTB6 II

O fundo de investimento ACTB6, capitaneado pelo ex-prefeito de Salvador ACM Neto, revela, pelo caráter de seus colaboradores, o escândalo que está por vir e este blog explicitará a folha corrida de cada um deles durante os próximos dias. Segundo documentos em poder de nemamigoneminimigo, seriam eles Gabriel B. Correia, Hamilton Liborio Agle, Fernando Alves Tourinho Junior, Marcos de Magalhães Tourinho, André Machado Medrado, André de Carvalho Andrade e Paula Deda Gonçalves.

Lavagem ACTB6 III

O primeiro integrante cujo blog conseguiu levantar os dados é Hamilton Libório Agle. Iniciou sua carreira na Construtora Andrade Gutierrez, chegando a figurar como vice-presidente para a América Latina, dada a sua proximidade e propriedade com empresas off shore, as quais usava, segundo apurações na U. S. Securities and Exchange Commission (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos), para lavagem e caixa 2. Em 2021, assumiu a presidência da Estre Ambiental, empresa de serviço de coleta de lixo, acusada, segundo o Ministério Público no Paraná, de emissão de notas frias em montante acima de 400 milhões de reais. Sua especialidade é recuperação judicial e a maioria das companhias que participou ou participa atualmente, figura nesse estágio empresarial. Um bonito prontuário, ou seria obituário.

O super Zé encanta na Bahia

Sigilosamente, o criador do PT, José Dirceu, esteve na Bahia, mais precisamente em Porto Seguro e Salvador. Festejado por onde passou, sempre era reconhecido, aplaudido e abraçado. Foi ele que criou o Partido dos Trabalhadores, mas, com sua lealdade a Lula, sempre manteve a discrição. Lula não abre mão dos contatos dele e, sobretudo, da coragem, da lealdade e da fidelidade.

Uma Rosa na crise 

As sufragistas estariam em festa por mais essa conquista feminina, especialmente em ano de eleições presidenciais: pela terceira vez uma mulher presidirá a Suprema Corte do Brasil. Impensável há alguns anos. A eleição da ministra Rosa Weber para presidência do STF, embora protocolar, já que a Corte adota para a sucessão de seus presidentes um sistema de rodízio, baseado no critério de antiguidade, é emblemática e tem o mesmo significado histórico de quando a magistrada Ellen Gracie assumiu uma cadeira em 2000 como primeira mulher a integrar o Supremo, 109 anos depois de sua criação, em 1891. Weber é discreta e firme, anunciando a que veio. Não se intimidou em afirmar que “vivemos tempos tumultuados”, referindo-se claramente ao tumultuador mor da República: o presidente Bolsonaro. Rosa Weber terá muitos desafios à frente da Corte, mas garantiu defender a integridade e a soberania da Constituição e do regime democrático.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: