Recorde de mortes no Brasil é revelado e Bolsonaro preocupa o Centrão

Justamente no dia em que o Brasil bateu o recorde de mortes pela Covid, 1582 óbitos, o presidente Jair Bolsonaro posta uma declaração aconselhando a população a não colocar máscara. Foi para o Ceará ontem e levou seus auxiliares, e ninguém usava máscara. O governador do estado do Ceará não compareceu ao ato e aos poucos Bolsonaro vai vendo que não tem prestígio com nenhum governador do país. 

Privatizações da Eletrobras e dos Correios não passam este ano

Os mais experientes senadores e deputados federais revelavam, ontem no Congresso Nacional, que os dois projetos do governo para privatizar a Eletrobras e os Correios este ano não passam de jeito nenhum. Inúmeras discussões, inúmeros recursos jurídicos e até mesmo posições de políticos do Centrão em véspera de eleição vão deixar esses dois projetos em cima do muro.

Afilhado de Renan quer prejudicar Moro no TCU

O ministro do TCU, Lucas Furtado, que chegou ao cargo indicado pelo senador Renan Calheiros, agora quer se vingar e anuncia uma série de indagações sobre Sérgio Moro. Tudo isso porque Moro descobriu que Renan Calheiros esteve envolvido em várias denúncias e foi citado na Lava Jato. 

A hora da xepa

Estamos vivenciando mais uma situação constrangedora em postos de vacinação, além da falta geral do imunizante. São brasileiros esperando sobras de vacinas aproveitando restos de doses que sobram em seringas após aplicações anteriores. Trata-se de uma verdadeira “xepa de vacinas”, a única alternativa para cidadãos que aguardam a sua derradeira dose na fila ou em pré-cadastros. A que ponto chegou o nosso país, considerado uma das mais operosas nações do mundo em campanhas de vacinação anteriores, transformado, atualmente, nesse miserê de imunizantes. Esse é o resultado do desprezo irresponsável de dezenas de milhares de doses oferecidas e recusadas pelo Ministério da Saúde logo no início da pandemia. Agora, os brasileiros vivem angustiados nesse salve-se quem puder à procura das doses. E o governo Bolsonaro continua impassível e emperrado. Um crime histórico de saúde pública.

Apresentando a conta

O governo Bolsonaro está completamente equivocado em achar que pode “engabelar” o mundo civilizado e totalmente voltado para as questões ambientais e direitos humanos em todo o planeta. Mesmo escondendo da mídia e dos eventos importantes seus ministros do Meio Ambiente e das Relações Exteriores – Ricardo Salles e Ernesto Araújo respectivamente – pouco vem adiantando essa estratégia política. Agora mesmo, o maior fundo soberano do mundo – o Fundo de Pensão do governo da Noruega – que não caiu na estratégia faz-de-contas do governo, já reduziu em US$ 2,8 bilhões seus investimentos no Brasil. Resultado: 151 empresas nacionais como bancos, aéreas, transporte, saneamento e varejo ficaram chupando dedo. E os recursos externos vão continuar diminuindo até que o Brasil reveja suas políticas desastrosas nas áreas ambientais e de direitos humanos.

Bahia: à beira do colapso

A exemplo de outros estados, existem pouquíssimas vagas em leitos clínicos e UTI na Bahia. Quase zero nas redes públicas e privadas. Na próxima segunda-feira reabre o Hospital de campanha da Fonte Nova… mas, infelizmente, as dezenas de novos leitos abertos têm prazo de curto de validade, pois a procura é muito maior do que qualquer providência médica do estado e da capital. A PM baiana está se esforçando para conter as aglomerações e a indisciplina geral de grande parte da população, numa briga de gato e rato. Comerciantes, empresários de entretenimento, donos de escolas e artistas badalados estão revoltados com a paralisação das atividades e cada um deles apresenta suas razões. A verdade é que se todos se juntassem – incluindo os fãs do BBB – e exigissem VACINAS PRA TODOS, o governo federal seria forçado a resolver, urgentemente, o maior problema que o país enfrenta. Essa é a única saída.

Banqueiro baiano compra campos de petróleo

O bem-sucedido banqueiro baiano Daniel Dantas acaba de pagar 220 milhões de dólares em nove campos terrestres de exploração e produção de petróleo na Bahia. Dantas criou uma empresa e já iniciou o seu ingresso milionário nos campos de petróleo. Este blog, há algum tempo, antecipou que ele, ao lado de outro baiano, Carlos Seabra Suarez são dois Midas no ramo de negócios. São de uma geração nova e vitoriosa que, na realidade, são dois nomes baianos cujo prestígio e fama não ficam só no Brasil como também no exterior.

Milicianos do Rio achacam frigoríficos não só do estado como também de Minas Gerais

Empresários do ramo da carne têm que pagar proteção aos milicianos do Rio para que as cargas de carne não sejam roubadas nas rodovias cariocas quando saem de Minas Gerais. O fato estarrece e prova que o Rio de Janeiro está entregue aos traficantes, aos políticos corruptos e agora aos milicianos, que contam com muito prestígio junto aos filhos do presidente Jair Bolsonaro. 

De mal a pior

No último mês de 2020, 139 milhões de brasileiros estavam endividados, e o número havia aumentado ainda mais com relação ao mês anterior – novembro. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) trabalhava com o cenário de retomada da economia nacional nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021. Contudo, a realidade no país está sendo bem diferente: a pandemia recrudesceu muito, o auxílio emergencial não retornou para 67,9 milhões de brasileiros e 716 mil empresas fecharam, definitivamente, desde o início da pandemia. Infelizmente tudo piorou nesses primeiros dois meses de 2021. “Tá osso!”.

Magoou!

O radialista Herzem Gusmão virou prefeito, e reelegeu-se, nas ondas do rádio em Conquista, quarta maior cidade da Bahia. Transformou-se em fiel escudeiro dos irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima, donos do MDB baiano e de outras fortunas. No cargo, aproximou-se do gabinete presidencial e passou a defender ardorosamente os remédios de tratamento precoce contra Covid, promovidos por Bolsonaro. Desde que assumiu, Herzem vive às turras com autoridades médicas do estado por conta disso. O azar dele é que as beberagens não deram certo com ele próprio que acabou contraindo fortemente a doença, sendo internado às pressas no Hospital Albert Einstein SP, e até hoje desautorizado pelos médicos para retornar ao seu município. Por enquanto, a vice Sheila Melo (DEM), prefeita interina, está dando as cartas no combate à pandemia em Conquista, mas aderiu às ordens do governador Rui Costa para medidas de contenção à Covid e isolamento geral em toda a região. Quando Herzem voltar vai ter uma DR (discutir a relação) com a vice.

Aos trancos e barrancos

Do jeito que está indo, com doses de vacinas faltando ou chegando em quantidades insuficientes, o confuso Plano Nacional de Imunização não consegue vacinar nem 200 mil pessoas por dia no país. Para conseguir conter a contaminação ainda neste ano, como anuncia o confuso general Pazuello, o Brasil teria que ampliar em 11 vezes a vacinação, alcançando um número de 2 milhões de vacinados por dia, segundo estudos de cursos de pós-graduação em Ciências da Computação feitos pelas Universidades Federais de Juiz de Fora e de Angra dos Reis. Missão impossível, nesse passo de “cágado manco” dessa campanha de vacinação, como disse o ex-ministro e governador cearense Ciro Gomes. A performance do Ministério da Saúde é tão ridícula, que até o Lula fez uso das redes sociais lembrando em seu Twitter que “Na época do H1N1 nós aplicamos mais de 80 milhões de vacinas em três meses, e esse governo atual nem pra comprar vacina serve”. O Ministério da Saúde virou a GENI do governo do capitão.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: