Na mosca

Este blog antecipou que o presidente Jair Bolsonaro iria corrigir os gastos astronômicos de patrocínios e publicidade da Petrobras. Uma revisão que começou a ser feita, revela que a maioria dos gastos é no eixo Rio-São Paulo. E curiosamente os maiores ganhadores de patrocínios são atores e atrizes da Globo e shows humorísticos da Vênus Platinada.

Noiva cobiçada

O Banco Inter, que estreou na bolsa de valores ano passado, tem aproveitado a guerra travada entre os maiores operadores de maquininhas de cartões para aumentar seu valor no estágio final de sua venda. Segundo fontes do blog, o Inter está em processo final de aquisição pelo gigante SoftBank, que recentemente criou um fundo multi bilionário exclusivamente para investir na América Latina.

Novos alvos

Após a venda do Banco Inter para o SoftBank, os principais alvos dos gigantes do mercado de meios de pagamento serão bancos médios como BS2, BMG, Máxima, Agibank e C6 Bank.

Impeachment e CPI na pauta do Senado esta semana

Os senadores Randolfe Rodrigues, Lasier Martins, Jorge Kajuru e Reguffe abriram ontem a lista de senadores que pedem impeachment de Dias Toffoli e Alexandre de Moraes. Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, promete que vai mandar de volta para o plenário o pedido para criação da CPI da Lava Toga que ele engavetou. Essa semana o Senado promete.

TEM comprador?

A família Hawilla contratou o banco de investimentos especializado em fusões e aquisições BR Partners para vender as operações da TV TEM , afiliada à Rede Globo e responsável pela transmissão da emissora no rico noroeste paulista e na região de Sorocaba. O desafio do BR Partners não será fácil. Adquirida em 2013 da família Marinho por cerca de USD 100 milhões de dólares, dificilmente os filhos de J. Hawilla encontrarão alguém disposto a investir em um setor em enorme decadência ou repetidoras vizinhas dispostas a pagar o que ele investiu.

O fim da Editora Abril

Atolada em dívidas impagáveis a Editora Abril reconhece esta semana em publicação da sua revista Veja que a família Civita deixa companhia definitivamente. Agora o advogado Fábio Carvalho é quem lidera um grupo financeiro e assume o comando da Editora Abril. A partir desta semana ela vai lutar para pagar os bilhões de reais que deve na sua recuperação judicial e vai sofrer profundas modificações editoriais já que seu principal carro-chefe, a revista Veja, desce a ladeira de audiência.

Um favorito para prefeito de Salvador

Está difícil para o presidente da Câmara Municipal de Salvador, o vereador Geraldo Junior, não disputar a prefeitura nas próximas eleições. Habilidoso e simples, tem conquistado seus companheiros e até figuras importantes da política e do mundo empresarial baiano. As primeiras pesquisas vão apontar a caminhada dele. O curioso é que ele é amigo do principal comunicador da Bahia, José Eduardo Bocão. E põe amigo nisso.

A Odebrecht prende agora mais um no exterior

Depois do suicídio do ex-presidente do Peru, cujo enterro foi cercado de denúncias contra Odebrecht, agora mais um ex-presidente peruano é preso por ter recebido suborno da empresa baiana. O nome dele é Pedro Pablo Kuczynski. Como se vê nos países sérios os políticos ou empresários envolvidos na corrupção são imediatamente julgados e presos graças a agilidade da justiça desses países. Já no Brasil, Lula está preso só por uma ação de suborno e tem vários processos na fila, o ex-presidente Michel Temer tem uma dezena. Os ex-ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha além de nomes como Gilberto Kassab, José Serra, Geraldo Alckmin e Ciro Nogueira, para citar apenas alguns, continuam na fila.

Tarja preta para Toffoli e Moraes

Na sua última Edição desta semana, a revista Crusoé tarjou em preto, isto é, cobriu os nomes de Dias Toffoli e de Alexandre de Moraes, numa clara resposta às agressões que esses dois cavalheiros fizeram contra a revista e ao site O Antagonista. Este fato acelera nesta semana, que hoje se inicia, a implantação da CPI da Toga.

A dupla de sucesso do presidente

Há pouco mais de cem dias do governo, o presidente Jair Bolsonaro contabiliza o sucesso da dupla Sérgio Moro e Paulo Guedes. O primeiro na pasta da Justiça e Segurança Pública já mostra resultados positivos com a redução da violência e sobretudo a integração da Polícia Federal com as Polícias Militares e Civis dos estados. Ações criminosas estão sendo abortadas em sigilo. Já o ministro Paulo Guedes por onde passa deixa a marca do talento e já tomou alguma medidas que estão dando resultados.

O mineiro no comando do Sebrae

Antes da quinta-feira Santa o ex-deputado Carlos Melles assumiu o comando do milionário Sebrae. A indicação foi do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que trafega com muito sucesso junto ao presidente. Também o ex-governador de Goiás, Ronaldo Caiado, amigo pessoal do presidente, é o interlocutor preferido do DEM no Palácio do Planalto.

Sem força política

A imprensa de São Paulo luta para salvar Michel Temer, Geraldo Alckmin, José Serra e outros personagens envolvidos na Lava Jato. Ocorre que ela está esquecida de um fato: perdeu força e prestígio não só em São Paulo como nos demais estados brasileiros.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: