Geddel será transferido escoltado

O relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, autorizou a transferência do presidiário Geddel Vieira Lima da Papuda em Brasília para o presídio da Mata Escura em Salvador, sob escolta. O advogado de Geddel pediu sigilo sobre o deslocamento dele de Brasília para Salvador a fim de evitar a imprensa. O fato é que Geddel Vieira Lima ficou marcado na opinião pública pelas malas com R$ 51 milhões e suas propriedades e de sua família, que até hoje nem ele, nem a mãe e o irmão, revelaram de onde veio o dinheiro. É o triste fim para ele, a mãe dona Marluce, o irmão Lúcio Vieira Lima.

Golpe fatal em Lula

Ontem, o ex-presidente Lula sofreu mais um duro golpe quando finalmente o seu filho, Lulinha, foi apanhado em uma operação que vinha se desenvolvendo há alguns anos. Lulinha, aliás, sempre foi apontado como proprietário de uma grande fortuna, com fazendas e gados em vários estados brasileiros, inclusive no Pará. Chegou a ser noticiado que um dos seus sócios era o banqueiro Daniel Dantas, que sempre negou o fato. Um dos melhores amigos do casal Lula e Marisa revelava ontem que dona Marisa pedia à Lula para não envolver os filhos nas trevas criminosas da política. Tudo indica que Lula não ouviu a mulher e ontem a Polícia Federal, Ministério Público e Justiça fizeram revelações estarrecedoras. 

Na Bahia, as principais agências de publicidade foram apanhadas pela Lava Jato

As três principais empreiteiras, Odebrecht, OAS e UTC; políticos como Geddel e Lúcio Vieira Lima e até mesmo o senador Wagner; os Tribunais do Trabalho e Civil e as principais agências baianas de publicidade que tinham como proprietários Duda Mendonça e João Santana Filho. Agora, foi a vez da Propeg que trabalhou para a dupla Oi/Telemar, responsável no esquema criminoso de alguns milhões de reais. Será difícil a Propeg desmentir o fato, porque na realidade ela trabalhou tanto para Oi como para Telemar no período em que explodiu o escândalo.

PT silenciou com a denúncia de ontem

Quando a força-tarefa da Lava Jato começou a explicar a operação envolvendo Lulinha e amigos no processo de mais de 400 milhões de reais, o PT silenciou no Congresso Nacional. O episódio permitiu a compra do sítio de Atibaia e mais adiante outros fatos virão.

Prisão em segunda instância é mantida na CCJ do Senado

Dos 27 senadores que compõe a CCJ no Senado, 25 compareceram à sessão de ontem e 22 votaram pela aprovação do projeto que mantém a prisão em segunda instância. Os 22 foram aplaudidos e apenas um voto contra do PT. Hoje, a CCJ volta a se reunir e depois de votar, manda o projeto para Câmara dos Deputados, nela está a resistência do seu presidente, deputado Rodrigo Maia. Resta saber se ele vai resistir à pressão das ruas e da sociedade brasileira e sentar em cima do projeto.

Congresso vai parar no dia 17 e só volta em fevereiro depois do carnaval

Congresso Nacional vai votar no dia 17 o orçamento. A grande luta é para se derrubar o escândalo do fundo eleitoral que é um assunto que preocupa os parlamentares sérios e com compromisso com a sociedade brasileira. Cresce o movimento para que este valor seja reduzido sob pena da população voltar às ruas. Os parlamentares só voltarão ao trabalho no mês de fevereiro após o carnaval. Vão ter dinheiro à vontade para brincar e passear.

A Justiça solta mais um ladrão da Lava Jato

Ontem, o STJ decidiu soltar o ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, que desde novembro do ano passado foi preso. O lamentável é que a Polícia Federal e o Ministério Público prendem e os Tribunais superiores de Brasília continuam a soltar. Triste Brasil. 

Corno multi bilionário

Na região da Faria Lima, o assunto principal é a abertura de capital da XP Investimentos em Nova York. Ex-sócios e funcionários da corretora relembram histórias dos controladores da XP com muito ressentimento. A história mais lembrada é o affair que a esposa do maior acionista teve no passado em Porto Alegre fora do casamento. Para os que perderam a oportunidade de ganhar uma bolada com o “IPO” da XP, o único consolo é chamar o maior beneficiário da operação de corno multi bilionário.

Pastinhas de luxo

Por incrível que pareça, os agentes autônomos que trabalham para a XP Investimentos em diversas cidades do país tem pouco ou nada a comemorar com abertura de capital da empresa em Nova York. Responsáveis pelo sucesso da corretora, eles não receberão nenhum centavo sequer pelos anos de trabalho. O tratamento dispensado pela XP aos agentes deverá criar um novo e perigoso concorrente para a empresa em um futuro breve. 

Moro líder de popularidade no Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, terminou a última semana como político executivo mais popular do Brasil em pesquisa divulgada pela revista Veja. Ontem, começou a semana como líder novamente da pesquisa do Datafolha publicada pela Folha de São Paulo. Esses números asseguram a Sérgio Moro uma certeza: se hoje fosse o candidato à Presidência da República ganharia no primeiro turno. Para se ter uma ideia, os nomes de Lula, João Doria e Luciano Huck, os preferidos dos grupos Globo e Folha, se somados, os três ficariam abaixo dos números de Sérgio Moro. 

Alerta em fundo do DEM

A Polícia Federal já investiga, há algum tempo, e encontrou irregularidades na fundação gerida pelo DEM que se abastece de dinheiro público. Atualmente a fundação tem como responsável o ex-deputado Mendonça Filho do DEM de Pernambuco. A operação, segundo circulou ontem em Brasília, teria começado na Bahia.

Bolsonaro desautoriza Maia

Na semana passada, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi a Buenos Aires para um encontro com o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández. “Armou” com o grupo Globo, tirou fotos e deu entrevistas afirmando que seria o porta-voz para marcar um encontro, no futuro, entre o presidente Bolsonaro e o recém eleito presidente da Argentina. A resposta do presidente Bolsonaro: na segunda-feira cancelou a ida do ministro da Cidadania que representaria o Brasil na solenidade. Foi uma lição pública e vergonhosa para Maia.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: