Globo x Governo

Há uma máxima que diz “chumbo trocado não dói”. Durante a campanha presidencial, tanto no primeiro quanto no segundo turno, o Grupo Globo bateu o que pode no candidato Jair Bolsonaro. No segundo turno chegou a divulgar uma pesquisa falsa colocando Fernando Haddad na frente de Bolsonaro. Assim que venceu a eleição, Bolsonaro afirmou que não queria nenhuma aliança com o Grupo Globo.

Mexeu no cofre global

O novo Governo cortou patrocínio do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES e ministérios de eventos e telejornais do Grupo Globo. O presidente só deu entrevistas para Bandeirantes, SBT, Record e até Redetv, derrubando a audiência da Globo. O ex-ministro Bebianno, amigo dos Marinho, queria fazer a reaproximação e perdeu o cargo. Neste episódio um fato fica claro, Globo já não é a mesma. Perdeu credibilidade e audiência e o mais grave: perdeu faturamento governamental.

Alexandre Garcia confirma o fato

O jornalista Alexandre Garcia, que é o mais conceituado e de maior prestígio na área militar, deixou a Globo publicando em seu blog: “A questão chave é a seguinte: Jair Bolsonaro cortou as verbas publicitárias e a mídia está agonizando como moribundo em seus últimos dias de vida. E para piorar ainda mais, os grandes grupos de comunicação perderam o seu principal informante: Bebianno”. Alexandre sabe das coisas.

“Rodando Legal” nos estacionamentos, reboques e postos na Bahia

A firma Rodando Legal de São Paulo opera com o seu sócio baiano Pedro Lima na prefeitura de Salvador e no Detran. Ontem por sinal Pedro estava em São Paulo para reunião com a sua sócia. Hoje, esses negócios são na Bahia verdadeira fortuna. O time que opera tem Tiago, Gabriel, Pedro, e quando esse caso explodir vai atingir mais gente, e será breve.

Corrupção no Sistema S

Era tudo o que o ministro da economia, Paulo Guedes, queria: o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, preso por corrupção, foi solto por uma decisão judicial. A ação da Polícia Federal com provas do Tribunal de Contas da União foi desfechada com êxito. O fato comprova o que este blog havia antecipado: esse Sistema S no Brasil rouba milhões de brasileiros. O episódio novo é que agora o Governo tem provas.

Denúncia grave

O governador Rui Costa terceirizou a gestão do Planserv a uma empresa privada de Santa Catarina, a QualiRede, a quem paga mensalmente 6 milhões e 800 mil reais. A Quali funciona em um prédio luxuoso de Salvador localizado na Avenida Tancredo Neves. Ela ocupa todo 29º andar e muitos servidores baianos não conseguiram permanecer no Planserv e foram demitidos e substituídos por servidores catarinenses. Os servidores públicos pagam o Planserv com desconto na folha, não havendo por isso mesmo inadimplência. O Planserv tem uma dívida de 100 milhões com uma rede de prestação de serviços englobando hospitais, clínicas, etc. O Governo cortou em 50% o repasse de recursos para o Planserv. Como se vê, o governador Rui Costa do PT continua atuando de maneira que deixa a desejar.

Bolsonaro x Maia, sem retorno

São formais e protocolares e ontem ficou claro a relação do presidente Jair Bolsonaro com o presidente da Câmara Rodrigo Maia. Antes do encontro de ontem, Rodrigo anunciava que o presidente lhe entregaria o projeto da nova reforma previdenciária. O presidente chegou e ficou ao lado do presidente do Senado Davi Alcolumbre e de Maia. Os ataques do deputado aos filhos e ao próprio presidente não foram esquecidos. O tratamento foi cordial, mas muito formal.

Língua de ouro

Com a iminente prisão de Raquel Moura Borges, que desviou dezenas de milhões de reais de clientes em solo norte-americano, conforme noticiado em primeira por este blog, muitos de seus clientes de longa data estão com muito receio do que ela poderia falar em uma eventual delação, no Brasil e, especialmente, nos Estados Unidos. Prima do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, Raquel se transformou em uma grande operadora de remessas desde quando seu tio era secretário da fazenda da cidade de São Paulo. No Delta Bank, onde trabalhou em Nova York entre 1996 e 1999, e depois nas diversas consultorias da qual era sócia, Raquel movimentou bilhões de dólares de gente muito conhecida, muitos já enrolados, mas muitos ainda ilesos.

Elo perigoso

Mesmo com parte dos crimes prescritos, para conseguir um bom acordo de delação premiada nos Estados Unidos, Raquel Moura Borges terá que revelar para as autoridades norte-americanas como funcionam os complexos esquemas para movimentar milhões de dólares de dinheiro suspeito entre grandes instituições. Na Suíça, maior lavanderia de dinheiro do mundo, são muitos os private bankers que tem acessado este blog para buscar informações do que está por vir. Altos executivos de bancos como Credit Agricole, Societe Generale, JP Morgan e Banco Mercantil do Brasil estão extremamente preocupados, pois pela primeira vez na história, as autoridades estão desvendando o elo perigoso entre as instituições aqui e lá fora. Pela primeira vez na história, está caracterizado que subsidiárias de um mesmo banco compartilham responsabilidades  e que a relação de consumo com clientes é única. Caso seja criado este precedente, muitos banqueiros responsáveis pela gestão de grandes fortunas poderão terminar suas vidas na cadeia e grandes bancos terão que arcar com bilhões de multas aqui e nos Estados Unidos.

Academia da corrupção

Na 70ª fase da operação Lava Jato, que ontem prendeu Paulo Preto em São Paulo, a Odebrecht é apontada mais uma vez como líder da corrupção, chegou ao ponto de colocar Paulo Vieira de Souza, Paulo Preto, como operador na ação de 100 milhões de reais em espécie, o que vale afirmar, dois ‘Geddeis’. Como forças auxiliares da Odebrecht estão a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez. Novamente um tucano é apoiado, o ex-senador e ex-ministro da relações exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, que recebeu em Madri 275 mil dólares, isso só de uma vez. A força tarefa de Curitiba só não respondeu a uma pergunta ontem: quando Emílio Odebrecht será preso?

A máfia de estacionamento em Salvador tem novos nomes

Este blog na sua edição de ontem noticiou que José Matos era apontado como integrante do esquema. Não é verdade, ele está limpo. A operação tanto na prefeitura de Salvador como no Detran tem como coadjuvantes Pedro Lima, Silvio Pinheiro, ex-secretário municipal, além de outros nomes que estão sendo apurados. Eles tem postos de gasolina, reboques, estacionamentos para a Transalvador e o Detran.

Previdência e projeto contra violência e corrupção serão votados em maio

O pacote de violência e corrupção e da nova previdência, este que será entregue hoje pelo presidente Bolsonaro ao Congresso, só serão votados em maio. O carnaval vem aí, a semana santa também. Apesar da boa vontade de inúmeros senadores e deputados federais, os dois assuntos são polêmicos e só serão votados em maio e junho. O Grupo Globo e a Veja continuam insistindo em criar crise no Governo, agora divulgando áudio de conversas entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Bebianno. Nas conversas o que se observa é que não há nenhum comprometimento do Governo com corrupção.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: