Bancos que lavaram dinheiro de ministro estão complicados

Os bancos Itaú e Mercantil do Brasil terão que responder criminalmente pela lavagem de dinheiro do ministro do STF, Dias Toffoli. A denúncia feita pela revista digital Crusoé e confirmada por este blog neste final de semana, afirma que a advogada Roberta Maria Rangel, esposa do ministro Dias Toffoli, todo mês retirava dinheiro do Itaú e depositava no Banco Mercantil do Brasil. O Coaf abriu um procedimento para que, tanto o marido quanto a mulher, expliquem e justifiquem tais operações sem o conhecimento da Receita Federal e do próprio Coaf. A partir do dia sete de agosto, O STF e o Congresso Nacional retomam aos trabalhos, e os bancos Itaú e Mercantil do Brasil serão convocados pelo crime de lavagem de dinheiro. O Banco Mercantil do Brasil tem sede em Minas Gerais e já tem várias denúncias de irregularidades.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: