Muito cacique pra pouco índio

O governo da Bahia está inchado. Só secretarias são 27, com número reduzido de funcionários efetivos, e segundo denúncias, verdadeiros armários, cheias de cabides de emprego de funcionários indicados. E o que acontece em algumas empresas parece até piada, pelo absurdo dos arranjos para se encaixar protegidos. A PRODEB por exemplo, tem 266 cargos comissionados para 220 empregados. Alguém pode explicar esta matemática administrativa? Tem cacique aí sem índio pra comandar.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: