OAS agoniza

É extremamente difícil a situação financeira da OAS, a construtora que nasceu na Bahia, mais tarde se transferiu para São Paulo e era uma das maiores do país, já não honra o plano de recuperação judicial, no último mês de novembro não pagou uma das parcelas de 16 milhões de reais. Para se ter uma ideia, se a OAS vender todo seu patrimônio, não paga o que deve.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: