Denunciado no Arizona

Em 2010 quando João de Deus visitou Sedona no Arizona, EUA, uma mulher o denunciou por tê-la tocado nos seios e nas suas partes íntimas. O departamento de polícia investigou o caso, que não chegou aos tribunais. Segundo o jornalista Michael Usher, ela foi convencida a não levar adiante a denúncia, mas não se sabe por quê. Na mesma reportagem, o repórter afirmou que João de Deus era suspeito da morte de duas pessoas.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: