Um circo do Congresso Nacional

Ontem o Congresso Nacional viveu um dia de verdadeiro circo. Na entrada da Câmara era visível a campanha milionária do candidato Rodrigo Maia. Moças bonitas destribuiam fotos e beijos. No Salão Verde retratos enormes de Rodrigo tomavam conta de quase toda a área; depois começou o desfile das mulheres dos deputados. Uma entendida em moda afirmava não ter visto tantas peruas com vestes esquisitas e uma delas, designer de moda, afirmou “eles só trazem as peruas no dia da posse, depois preferem as moças bonitas de Brasília”. Nas redes sociais fotos eram mostradas sobre quem não foi reeleito. Edison Lobão, Romero Jucá, Vanessa Grazziotin, Roberto Requião, com a frase “eles não voltaram”. No Senado o empresário Paulo Marinho, amigo número um do presidente Jair Bolsonaro, desfilava garbosamente. Eduardo Bolsonaro, senador, recebia comprimentos, mas se mantinha sério. Davi Alcolumbre do DEM sentou na cadeira de presidente e disse que não levantaria de jeito nenhum, acabou levantando. As discussões foram muitas, mas na realidade o Congresso Nacional ontem viveu um dia de muita desorganização e badernas.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: