Na próxima, Emílio vai para prisão

A primeira condenação de Emílio Odebrecht determinada pela juíza substituta da 13ª vara federal de Curitiba, Gabriela Hardt, no processo do sítio de Atibaia, condenou ele a três anos e três meses de prisão, que serão cumpridos em regime semiaberto já que ele fez acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. Ocorre que Emílio ainda é investigado na Lava Jato já que a Odebrecht atuou de maneira fraudulenta em nove países latino e sul americanos. Uma condenação de Emílio agora levará ele para cumprir pena em prisão fechada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: