Volta da picaretagem

Administradores e gestores de fundos de médio porte tem frequentado assiduamente os gabinetes de Orlando Silva (PC do B) e Rodrigo Maia (DEM) para convencer o Governo Federal a alterar a resolução número 4.695/2018, que a partir de novembro de 2018 limitou a administração do dinheiro dos regimes próprios de previdência social (“RPPS”), que são os fundos de pensão de estados e municípios, a apenas grandes administradores e gestores. Após ajudarem quadrilhas a desviarem bilhões de reais dos RPPS, o que não falta para a turma da segunda divisão de administração e gestão de fundos são processos junto à CVM e ANBIMA. Sem os esquemas com políticos para pagar contas pra lá de salgadas com advogados e multas, caso a resolução seja mantida, muitos administradores e gestores de médio porte desaparecerão do mapa nos próximos meses.

 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: