“Brasileiro viajando é canibal”

O Ministro da Educação acabou se retratando diante da repercussão negativa de sua entrevista. Mas o que ele disse foi exagero ou uma inábil e dura exposição da verdade? Há alguns anos atrás, num hotel 5 estrelas de Miami, reserva feita por multinacional americana (Top Five), durante o check in o recepcionista ao ver passaporte brasileiro exigiu caução de USD 300 e questionado, justificou educadamente e meio constrangido: já tivemos casos de brasileiros que levaram a tampa do vaso sanitário do quarto. Hoje em dia tal exigência não existe mais em grandes hotéis temendo ações por discriminação, mas é certo que ainda precisamos de muito mais educação moral e cívica nas escolas e dentro de casa também para apagarmos essa imagem.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: