Vítimas do leão

A altíssima carga tributária brasileira continua vitimando grandes, médias e pequenas empresas. Nem tubarões como a Ford e a CVS têm resistido à carga tributária brasileira, considerada uma das mais complexas e injustas do planeta. Mesmo com a reforma da previdência e agenda liberal do governo de Bolsonaro, se não houver uma reforma tributária urgente, serão poucas as empresas que continuarão se atrevendo a produzir no Brasil. O economista e ex-deputado pelo Paraná, Luiz Carlos Hauly, relator da reforma tributária no governo passado continua otimista quanto à implementação da reforma. O problema é que seu otimismo vem de promessas recentemente à entidades setoriais feitas por Rodrigo Maia, que só pensa em si mesmo e não no país. Tomara que Maia nos surpreenda em breve.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: