Depois dos clubes agora é a CBF

Depois de proibir a Caixa Econômica Federal de patrocinar com 200 milhões de reais os 25 clubes de futebol do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro definiu que nenhuma estatal patrocine a Confederação Brasileira de Futebol que recolhe 600 milhões de reais de patrocínios por ano.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: