Dois baianos apanhados na linha de frente da Lava Jato

O juiz titular da Lava Jato, Luiz Antonio Bonat, fez a sua estreia na última quinta-feira ouvindo testemunhas que afirmam que a construção do prédio da Petrobras em Salvador teve um volume muito alto de corrupção. Sérgio Gabrielli era presidente da Petrobras e Jaques Wagner governador da Bahia. Os dois estão afogados neste processo, já que a obra inicialmente prevista com custo de 600 milhões foi concluída por um bilhão e duzentos milhões de reais. O doleiro Alberto Youssef foi uma das testemunhas ouvidas em Curitiba. Ele disse que o prédio foi construído para nele ser implantado o departamento financeiro da Petrobras. A obra foi executada sob o comando de Sérgio Gabrielli na presidência da empresa ouvindo o seu amigo o então governador da Bahia Jaques Wagner. Outros baianos foram ouvidos durante a audiência e este caso vai levar muita gente para a cadeia.

 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: