Laranja B3

Para manter seu monopólio no mercado de registro de contratos de financiamento de veículos, a B3 possui uma relação pra lá de estável com a Tecnobank. Após a proibição pelo Ministério Público através de uma resolução do Contran, que vedou a atuação direta da B3 na prestação de parte dos serviços, a Bolsa passou a utilizar da Tecnobank para manter sua posição. O CADE, o Ministério Público e a Polícia Federal já possuem muito mais do que precisam de provas para acabar com o esquema, que custa bilhões aos consumidores brasileiros. Após reduzir o seguro obrigatório, reduzir a taxa cobrada direta ou indiretamente pela B3 poderia ser mais um trunfo do governo de Jair Bolsonaro. Além de desonerar o consumidor, a redução do custo poderia inclusive ajudar no aumento da venda de veículos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: