Vale das promessas II

Apesar de ter provisionado cerca de 9 bilhões de reais para compensação e remediação da tragédia de Brumadinho em seu balanço do primeiro trimestre, é impossível prever quando este dinheiro chegará às vítimas da tragédia. Isto porque, no que depender dos controladores da Vale, os pagamentos serão protelados o máximo possível. A maior evidência disso é que, desde a tragédia, a mineradora já gastou cerca de R$250 milhões em honorários advocatícios. Essa fortuna que foi gasta para livrar executivos criminosos das grades, poderia ter sido investida para criar empregos e renda nas cidades devastadas pela Vale. Segundo um funcionário da mineradora ouvido pelo blog, a Vale poderia transferir parte de suas áreas administrativas do Rio de Janeiro para Mariana e Brumadinho, gerando emprego, renda e impostos para as regiões atingidas pelas tragédias, mas optou por lutar na justiça com advogados caros e métodos pouco ortodoxos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: