No milionário mundo da F1 Ayrton Senna foi o maior salário

A morte do extraordinário piloto Niki Lauda fez com que a Fórmula 1 voltasse ao noticiário principal em todo mundo. Nos anos 70, um campeão mundial ganhava em torno de US$ 150 mil por ano. Foi nos anos 80 com o surgimento de outro brilhante piloto, Ayrton Senna, que houve um acordo salarial que ele negociou com Ron Dennis, o todo poderoso da McLaren F1 Team, e Senna passou a receber US$ 1 milhão por corrida. Isto até o trágico acidente que morreu. Depois dele, o alemão Michael Schumacher passou a ser o maior salário até sofrer o acidente que o colocou fora das pistas. Hoje o inglês Lewis Hamilton é o salário mais poderoso da Fórmula 1, mesmo assim não bate o inesquecível Ayrton Senna.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: