Banco inidôneo

Apesar da delação premiada do ex-executivo da Caixa que, por anos coordenou as liberações multi-milionárias do FI-FGTS, o banco suíço Credit Suisse continua fazendo negócios com estatais como a Caixa. No mercado financeiro, a impressão que fica é que bancos como o Credit estão livres para corromper agentes públicos e que nunca serão declarados inidôneos pelos órgãos de fiscalização do governo. Contas na suíça de importantes agentes públicos são a única explicação para justificar esta imunidade. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: