Bomba relógio

A condenação multibilionária do banco norte-americano BNY Mellon no Brasil devido aos crimes cometidos pela instituição na administração de fundos de pensão das estatais está deixando muita gente dentro do Banco Bradesco sem dormir. Sem ninguém para assumir o papel da Mellon, o Bradesco, que já presta serviços de custódia aos fundos, terá que assumir a administração da maioria dos fundos problemáticos que causaram rombos bilionários aos fundos de pensão na última década. Muitos desses fundos são verdadeiras bombas relógio, repletas de operações duvidosas, prestes a explodir.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: