“Lula Livre”: santa ingenuidade?

A carta de Léo Pinheiro e a fala de Palocci na CPI desnudaram os falsos argumentos jurídicos e ideológicos dos fiéis defensores do maior corrupto da história do Brasil. Como ficam agora os agentes de Lula no STF, Toffoli, Lewandowski, Gilmar Mendes e o recém aliciado Alexandre de Morais, vão ainda sustentar a farsa jurídica que articulam? E a PGR-Raquel Dodge vai ainda segurar a delação de Léo Pinheiro há 5 meses na sua gaveta? O mundo acadêmico dos inocentes úteis vai reagir ou vai continuar convivendo com a riqueza do conhecimento e a pobreza de sabedoria que hoje demonstra? Respostas cabem a cada um, mas faltas confessadas com chorumela de santa ingenuidade não merecem penitência nem perdão, pois são todos sabidamente coadjuvantes da mesma quadrilha.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: