Eu vou pra Maracangalha, eu vou!

Num país continental de 5.570 municípios e espalhado em uma imensa extensão de terra, o pesadelo social chamado Coronavírus, que exige precauções difíceis de seguir no cotidiano, preocupa muito as reclamações de autoridades municipais sobre a falta de entrega de máscaras e álcool gel para as farmácias do interior do país. É questão de tempo para o surgimento de números assombrosos de pessoas infestadas pelo Covid 19 por aqui. Assim, espera-se uma operação federal mais severa em cima dos laboratórios, fabricantes e distribuidores desses materiais básicos. Na maioria das vezes, os gananciosos preferem suprir as farmácias das cidades maiores e mais próximas, visando redução de custos. Enquanto o governo não monta essa “operação de guerra”, o jeito é rezar… ou partir pra Maracangalha, o famoso distrito do interior baiano cantado por Caymmi. Lá, por certo, deve estar faltando máscaras e álcool gel, contudo duvidamos que o “vírus do mal” também apareça por lá.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: