Reflexão pragmática

O mundo acadêmico está em ebulição nas atividades práticas e nas discussões técnicas.

Uma estratégia de socorro para a população mundial defende uma inédita e ousada “abordagem cirúrgica e vertical” , em vez da “interdição ampla e horizontal” de longo prazo, como estamos vivendo com o gigantesco processo de isolamento social em todo o planeta. Seguinte: proteger, e isolar, os que correm maior risco de morte ou sofrer danos a longo prazo. Só eles. Os idosos, os com baixa imunidade, e os pacientes com doenças crônicas que seriam isolados e cuidadosamente observados por duas semanas, e aqueles que manifestassem a doença seriam intensa e corretamente tratados. O resto da população, e que formam a grande maioria – jovens e assintomáticos – seriam liberados para tocar a vida naturalmente. Alguns médicos e formadores de opinião de centros mundiais defendem que se o registro da COVID é de baixa letalidade, acaba não valendo a pena criar o pavor e a inércia mundial por muitos meses ou anos, nocauteando a economia e a psiqué dos cidadãos de qualquer nacionalidade. O mundo não pode parar tanto tempo. O conceito da estratégia: um efeito rejuvenescedor fundamental na mente humana e no bolso de cada um. Vale reflexionar…

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: