Ruídos preocupantes agitaram Brasília no dia de ontem

Quando o comandante do Exército, general de Exército Leal Pujol, emitiu uma nota nas redes sociais alertando que as forças armadas estão unidas e são “o braço forte atuando se for necessário e a mão amiga estendida para os nossos irmãos brasileiros”, surpreendeu ao mundo político de Brasília. A quinta-feira foi de ruídos preocupantes. De Goiânia chegavam imagens da população vaiando e chamando de traidor o governador Ronaldo Caiado, um dos mais bem avaliados, depois que ele rompeu com o presidente Jair Bolsonaro. Os grupos Globo e Folha de São Paulo são vistos hoje nas casernas como fomentadores de crises. A desobediência civil foi constatada em várias capitais brasileiras, ontem, onde em algumas cidades vários estabelecimento comerciais foram abertos e funcionaram e os veículos voltaram às ruas. Ontem foi um dia preocupante para Brasília e é bom aguardar o que pode acontecer hoje. A desobediência civil de ontem mostrou claramente o que alguns governadores estavam preocupados. Na Bahia, o governador Rui Costa chegou a elogiar o presidente Jair Bolsonaro e em entrevista declarou que a economia tem que ser preservada. O momento é de preocupação, porque o país está dividido, mas os fomentadores de crises estão na alça de mira.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: