A fuga para não ser preso

O senador Flávio Bolsonaro não tira o pai do olho do furacão. Com robustas provas do Ministério Público do Rio de que ele é líder de uma quadrilha da rachadinha, não apresenta defesa e tem dito que é perseguido político para atingir o pai. No episódio, está irritando alguns assessores do Palácio do Planalto e se agravou com a fuga do ex-ministro da Educação para Miami, evidentemente que contando com a participação do presidente da República para evitar que ele permanecesse no país e fosse preso. A cúpula jurídica do governo foi à São Paulo, no último final de semana, para ter um encontro com o ministro do STF Alexandre de Moraes, voltou a Brasília e foi direto ao Palácio do Planalto. Havia muita tensão no encontro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: