Na Bahia, Covid preocupa mesmo sem carnaval

As autoridades estaduais da saúde da Bahia estão preocupadas com a proximidade do carnaval e as aglomerações em cidades do interior. A segunda onda de contaminações, principalmente registradas no sul e sudoeste da Bahia, com 83% e 90% de ocupação de leitos, respectivamente, é reflexo das festividades e eventos do final de ano nas badaladas férias de turistas nas regiões. Prefeitos continuam jogando para a plateia, reclamando que precisam agregar mais leitos, de forma ilimitada. O que é preciso e honesto seria criar em suas cidades protocolos amplos de segurança para reduzir a alta transmissão. O resto é politicagem…

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: