Quem manda é o controlador II

Provocações como a que o atual presidente da Petrobras fez dizendo que “eu não tenho nada a ver com caminhoneiros” teriam rendido sua demissão imediata em qualquer empresa do setor privado. Mesmo em mercados dominados por oligopólios como o do petróleo, zombar de consumidores, que são vítimas de margens de lucros abusivas certamente renderia até processos. Roberto Castello Branco, mesmo com todo o seu currículo, infelizmente não entendeu que seu papel na companhia seria defender os interesses dos milhões de brasileiros que são os controladores indiretos da companhia. Por motivos a serem investigados, Castello Branco caiu na vala comum dos ex-presidentes da estatal que só defenderam seus interesses próprios e de grandes minoritários especuladores.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: