Centrão quer cabeça de Ernesto Araújo

Depois que sete senadores pediram que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, deixe o cargo, ontem, ele foi humilhado. Bolsonaro determinou que ele fosse à residência oficial da presidência da Câmara, no Lago Sul, e ele foi. Pediu ao presidente da Câmara Arthur Lira uma nova oportunidade. Foi insuficiente. Apesar de humilhado vai ser trocado. Vale lembrar que esse Ernesto Araújo nunca foi de primeira classe e no Itamaraty estava na cozinha quando o então ministro das Relações Exteriores, que era do PSDB, levou-o para a sala de jantar. Quando Bolsonaro assumiu o cargo, colocou Ernesto como ministro das Relações Exteriores, o que revoltou o corpo diplomático do Itamaraty e agora paga um preço caro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: