Campo minado

Dois gestores públicos que se estranharam por conta das posições contrárias quanto à necessidade de medidas de isolamento na capital e no estado – e que não chegaram a um mesmo denominador – o prefeito da capital do Rio, Eduardo Paes, e o governador do estado, Cláudio Castro decidiram trilhar caminhos também opostos para as urnas de 2022. A posição antagônica dos dois joga estilhaços para o clã Bolsonaro no RJ, porque surge o nome de Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, como candidato ao governo do estado. Sempre adversário ferrenho de Jair Messias Bolsonaro nas ações erráticas na presidência da República, Santa Cruz, lembrado e apoiado pelo prefeito Paes, vai desidratar as urnas de reeleição do pai Presidente na próxima eleição. Vai faltar votos cariocas e fluminenses para o “mito atrapalhado”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: