Bolsonaro põe Wagner na linha de fogo

O presidente Jair Bolsonaro não perdoa o senador do PT da Bahia, Jaques Wagner, que tem projeto para afastar o presidente da República por problemas mentais, como ocorre nos Estados Unidos. Esta semana, Bolsonaro, para justificar o ato desastroso com a demissão do alto comando das Forças Armadas, declarou que os governos do PT eram os que politizavam as Forças Armadas e citou nominalmente o hoje senador Jaques Wagner que foi um dos ministros da Defesa dos governos do PT.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: