Sinuca de bico

Editorial do jornal Estado de São Paulo revela os detalhes do imbróglio da aprovação do Orçamento Federal 2021, confuso nas contas, atrasado no trâmite e perigoso no manuseio  – uma verdadeira arapuca pra pegar presidente. Desapareceram R$ 26,5 bilhões em despesas obrigatórias para abrir espaço para as emendas parlamentares, em manobras contábeis que colocam Bolsonaro em uma sinuca de bico, difícil de sair. Segundo o Estadão “se sancionar como está, o presidente cometerá crime de responsabilidade, passível de impeachment – cujo andamento depende dos humores do presidente da Câmara, Arthur Lira, prócer do Centrão; se vetar, o presidente vai se indispor com esse mesmo Centrão, de quem depende para se manter no cargo”. Se ainda o Posto Ipiranga estivesse funcionando bem, mas está em situação pré-falimentar.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: