(In)Competência confirmada I

A Lei do Gás foi recentemente aprovada pela Câmara dos Deputados sob a relatoria da autointitulada sumidade no assunto, o deputado Laércio Oliveira (PP-SE), cuja fervorosa defesa de seu projeto deixou rastros de favorecimentos a empresas que promovem a importação de gás, deixando milhões de metros cúbicos da molécula nacional serem reinjetados diariamente – verdadeiro crime de lesa-pátria. A defesa efusiva e intransigente do parlamentar sergipano, que até pouco tempo era um desconhecido representante de sindicato de empresas de terceirização de mão de obra, demonstrou um nebuloso favorecimento à ABRACE – Associação dos Grandes Consumidores de Energia e Consumidores Livres, cujo presidente é ninguém menos que o ex-secretário executivo do Ministério de Minas Energia, Paulo Pedrosa, este que teria redigido, segundo informações de bastidores, a minuta da própria legislação aprovada. Contrassenso que só se vê no Brasil.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: