Bolsonaro e as suas televisões

O governo federal, através de recursos públicos, montou um esquema para defendê-lo. São as redes Record, SBT, Bandeirantes, CNN e até a Rede TV. Nelas, Bolsonaro, além de anúncios, compra novelas como é o caso da Record e com isso indica até apresentadores que são contratados para defender o governo. Ocorre que todas essas emissoras juntas não dão 10% da audiência do grupo Globo, que tem a TV Globo, a GloboNews, a rádio CBN e as redes sociais. Além disso, conta com o Valor Econômico e a revista Época. E Bolsonaro que reclamava que os governos do PT só anunciavam na Globo o que não era verdade. A Globo tem a força da audiência. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: