De pai para filhos

Quando em 2014, o então deputado Jair Bolsonaro disse que não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela “não merecia” e, no dia seguinte, reafirmou as declarações: “É muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria”, mostrou à opinião pública a sua misoginia em último grau. Foi processado, condenado e teve que pagar indenização. Mas, parece que a anomalia sexual acomete a toda prole masculina presidencial. Esta semana, em redes sociais, o filho 004, Jair Renan, cuspiu água no rosto da mãe, pra deleite dos seguidores; e agora o filho 002, Deputado Eduardo Bolsonaro enfrentará duas ações penais no STF pelo que disse sobre suas colegas da Câmara de Deputados: “Parece, mas não é a gaiola das loucas, são só as pessoas portadoras de VAGINA na CCJ sendo levadas à loucura pelas verdades ditas pelo deputado…”. Como o pai, Eduardo será processado também. Contudo, a doença parece ter passado de pai para filhos, e seria incurável.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: