Genocida é nossa Justiça?

Entre Lula e Bolsonaro cabe ao eleitor uma difícil escolha, o menos pior. Por que? Os dois são exemplos de um sistema de justiça viciado, frutos podres que emergem e sobrevivem nas brechas de leis moldadas para o uso de poucos privilegiados cidadãos que se nutrem e florescem indiferentes aos preceitos de uma justiça igualitária. O mundo assiste estarrecido às nossas práticas de crimes ambientais, aos arranjos processuais para procrastinar o cumprimento da lei para poderosos (mesmo com abundância de provas), um psicopata à frente do combate ao Covid dentre tantas mazelas, tudo sob o manto do nepotismo de uma imoral legalidade. Uma população cansada de sua infame justiça e que vive presa a uma camisa de força, segue sofrida o caminho a que foi imposta: a impunidade como lei maior rege o país. Não seria então, em verdade, genocida a nossa justiça?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: