Anvisa está sendo responsabilizada por mortes

A Bahia aguarda a liberação de importação para fechar seu contrato de 10 milhões de doses da Sputnik V com o Fundo Soberano Russo, mas já imaginava a negativa da Anvisa, mais uma vez. O secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, só estranhou que com o “desfile de tecnicalidade e dezenas de exigências do órgão durante todos esses meses, uma simples viagem da equipe a Rússia resolveria a questão”. A nós, do blog nemamigoneminimigo, pareceu mais um passeio turístico do time Anvisa às ruas geladas de Moscou. Está muito calor em Brasília.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: