Um apagão na negociação da Geração Distribuída

Um dos principais embates econômicos em curso no Congresso está passando ao largo da cobertura da imprensa. Trata-se do Projeto de Lei 5.829/2019. Ele trata da Geração Distribuída, tema essencial para as empresas de energia eólica e solar, mas que tem a oposição das grandes distribuidoras de energia. Como sempre, o problema mora nos detalhes. As empresas de energia eólica e solar querem subsídios para sua energia limpa. As grandes distribuidoras brigam porque o subsídio será pago por todos os consumidores, inclusive os mais pobres, e os subsídios beneficiarão os mais ricos, com recursos para investir em painéis solares. A questão é chegar a um acordo sobre o valor dos subsídios, como e por quanto tempo eles serão cobrados. O relator, deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG), apresentou um texto pronto para a votação. De acordo com as distribuidoras, o documento apresentado ontem não inclui os acordos firmados com os deputados que não topam passar a conta para a totalidade dos consumidores.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: