Será que agora vai mesmo?

A divulgação maciça sobre o aumento do PIB feita pelo governo federal, acompanhada de estimativas positivas sobre os avanços na economia nacional são justificáveis. Enfim, nada como uma notícia alvissareira dentro do contexto negativo em que o Brasil vive há muito tempo. Contudo, a realidade das ruas está cada vez mais distante dos gabinetes oficiais. Beiramos o meio milhão de mortes de brasileiros pela pandemia – e com 78% de angustiados desvacinados -; mantemos mais de 14 milhões de infelizes trabalhadores na fila dos desempregados, sendo que 6 milhões nem procuram mais um trabalho formal. E para complicar ainda mais, exportamos comida puxada pelo alto câmbio de produtos agrícolas favorecendo o segmento produtivo rural, mas impingindo um salto colossal nos preços dos alimentos nas feiras livres e supermercados do país. E não parece que o quadro real do povo vai melhorar até o fim do ano. O PIB pouco importa para o difícil cotidiano das ruas.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: